quarta-feira, 28 de maio de 2008

acidentes acontecem

Ontem durante meu treino noturno, chutei uma pedra bem grande que acabou com meu dedo do pé esquerdo. Na hora doeu muito, já tinha passado 30 minutos de corrida e faltava muito pra acabar. Corremos 1 hora e 20 minutos e no final já não via a hora de tirar o tênis. Coloquei gelo pra ver se melhorava um pouco meu dedo latejante! Hoje tem mais corrida, mas só que com mais cuidado pra não acontecer outro acidente pro meu lado.

3 comentários:

railer disse...

num acredito que você postou teu pé... e a segunda unha roxa, o que explica isso? caiu gaveta ali? rs

Jorge disse...

-------\\\\|/-------
------(@@)-------
-ooO--(_)--Ooo—
Grande Balbino obrigado pela msg. Meu amigo me desculpe a demora em vir aqui foi como eu disse estava na cidade Campo Grande e só retornei na quarta a tarde, bom meu amigo sobre o acidente que aconteceu com vc da dopada eu espero que vc já esteja bem, bom meu amigo quando estava em campo grande, teve uma noite que tive que correr a noite e ainda bem que não me aconteceu nada mais me lembrei de uma coisa já que corre a noite eu indico que vc adquira aquela lanterna que os corredores de aventura colocam na cabeça. Também fico feliz em saber que vai correr a maratona do RJ e será um prazer correr com vc aqui no RJ, vc ira gostar muito correra pelo belo lugar praticamente 90% é beirando a praia, outra dica tente treinar um pouco no sol pq em junho pode esquentar um pouco e para vc se adapatar melhor e sobre o relato que de semana passada que vc não estava disposto a treinar pq estava cansado o melhor a se fazer nesta ocasião é descansar o meu técnico me disse uma vez o seguinte se vc não estiver disposto (cansado) para treinar não treine no periodo da manha tente descansar e treine no periodo da tarde pq o treino vai ser de qualidade.
Bom meu amigo lhe desejo um bom final de semana e se for competir lhe desejo sorte.
Um abraço,
JC
www.jmaratona.blogspot.com

Daniel Leite disse...

Cara, é uma dureza se machucar quando já se está fazendo um esforço. A dor parece dupla. Que venham dias melhores.

Até mais!